Motoristas de aplicativos paralisam atividades por condições de trabalho

Redação Por: Redação

Mundo Novidades

Publicado em 09/11/2020 11:36h

Motoristas de aplicativos paralisam atividades por condições de trabalho

Duas carreatas de motoristas seguem esta manhã para São Brás (Igor Mota / O Liberal)

Motoristas de aplicativos de Belém acompanham uma paralisação nacional, na manhã desta segunda-feira (9), exigindo melhores condições de trabalho e remuneração mais justa. Alguns usuários já percebem uma demora um pouco maior para conseguir uma viagem e preços bem elevados. Há duas frentes de concentração: complexo Ver-o-Rio e o complexo do Mangueirão. Duas carreatas vão se encontrar na praça do Operário, em São Brás.

A ideia é exigir das empresas dos aplicativos melhor remuneração. O que fica de cada corrida para os motoristas não tem acompanhado os aumentos de custo de tudo, de gasolina, manutenção a gastos pessoais. E isso só para a prestação da atividade, sem incluir o que cada trabalhador espera, ao final do dia, para o próprio sustento. Em Belém, há cerca de 20 mil motoristas. A expectativa é de que 4 mil paralisem e cerca de 600 a 1 mil participem dos atos presenciais.

Além das manifestações, que devem encerrar às 14h, os motoristas seguirão protestando com o desligamento dos aplicativos. Uma forma de "dar prejuízo" às empresas e mostrar que sem os prestadores de serviço, não há corridas e não há lucro. Em todo o mundo, as maiores empresas de aplicativos se recusam a reconhecer vínculos trabalhistas com os operadores.

Euclides Magno, presidente do Sindicato dos Trabalhadores por Aplicativos do Estado do Pará (Sindtapp), afirma que todas as manifestações de Belém serão pacíficas e sem interdição de vias. Ele pede apoio e colaboração dos usuários para sucesso da manifestação.

Por: Victor Furtado - O Liberal

Comentários

Deixe seu comentário abaixo sobre esta notícia:

É Notícia Belém - Blog de Notícias